Declaração contra a imposição de desenvolvimento impróprio a chimpanzés e sua exibição

Em 16 de Julho de 2016, surgiu a notícia de que um chimpanzé bebé, chamado Purin, faria a sua estreia no palco na Sala de Espectáculos de Miyazawa (http://www.sankei.com/photo/daily/news/160716/dly1607160017-n1.html). A notícia descrevia a apresentação de Purin e descrevia as palavras do Sr. Miyazawa, o seu treinador, que se referia a Purin como mais do que perfeita e com potencial para se tornar uma estrela. Citando o Sr. Miyazawa “Eu quero que ela assuma o papel de atração principal para turistas em Aso".

Em Novembro de 2015, o Consórcio de Apoio a Símios de Africa e da Asia (Support for African/Asian Great Apes, SAGA) publicou uma declaração contra a imposição do crescimento artificial e inapropriado de Purin, nascida a 22 de Setembro de 2015, no `Aso Cuddly Dominion`. Esta declaração, publicada no nosso site, foi enviada para o Director do Aso Cuddly Dominion, o Sr. Eiji Kamiyama.

No passado, emitimos também outras declarações contra o uso impróprio de símios na indústria do entertenimento em três outras ocasiões, decorridas em Dezembro de 2006, Outubro de 2007 e Novembro de 2012. Nestas declarações anteriores, repetimos o seguinte:

O tratamento indevido de chimpanzés, em particular pela imposição de um crescimento artificial, resulta em problemas graves ao nível do seu desenvolvimento social. É altamente inadequado treinar um chimpanzé para um espectáculo de entertenimento desta natureza antropomorfica. É particularmente grave isolar um juvenil de outros chimpanzés. Seria de todo melhor, para público e para o chimpanzé, apresentar o dia-a-dia natural da vida do chimpanzé juvenil com a mãe e companheiros. Isto traria uma mensagem importante para o público.

Apesar dos nossos pedidos anteriores, a situação agravou com repetidas aparições de Purin em programas da televisão, o que indica que o animal continua a ser sujeito a um tratamento impróprio e treino para que possa actuar em palco. Os membros da SAGA vêm por este meio expressar forte preocupação sobre os actos que decorrem em Cuddly Dominion. Além de que, terá havido já um acidente na Sala de Espectáculos de Miyazawa durante um espectáculo com animais, resultando num ferido. Suspeitamos que este acidente terá tido origem no treino antinatural de um macho chimpanzé de 11 anos, que se comportava como um humano durante o espectáculo. Tememos que acidentes semelhantes possam ocorrer no futuro se a situação actual continuar.

Os chimpanzés são animais selvagens ameaçados e estão na lista da CITES, no Anexo I (espécies em perigo de extinção). Estão também listados como EN (ameaçados) pela Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN. No Japão, os chimpanzés estão listados como espécie pertencente a Hominídeo na Norma de Conservação das Espécies Ameaçadas da Fauna e Flora Selvagem e pela Norma de Bem-Estar e Manejo de Animais. Em 2013, foi adicionado à Norma da Conservação que, cada pessoa deverá “aumentar o conhecimento científico da espécie de animal e planta aplicável a esta norma". Igualmente, na Norma de Bem-Estar Animal, é claramente especificado que “cada pessoa deverá tratar de forma apropriada os animais, tendo em conta os seus hábitos naturais".

A Sociedade Internacional de Primatologia (IPS) proíbe o uso de primatas não humanos na indústria de entretenimento, inclusive, a sua apresentação em espectáculos. Tais padrões internacionais deverão também ser aplicados ao nosso país. A apresentação de Purin nestes programas distorce a percepção que o público tem dos chimpanzés e prejudica a promoção e compreensão da natureza social dos chimpanzés por parte do público. Promove ainda, a ideia incorrecta de que os chimpanzés podem ser criados como animais de estimação. Protestamos fortemente contra a apresentação da chimpanzé Purin na Sala de Espectáculos de Miyazawa e exortamos a rápida resolução.

18 de Julho de 2016 Support for African/Asian Great Apes Traduzido em português por Raquel Filomena Pereira Costa